manguito-rotador

Lesão do Manguito Rotador

O Manguito Rotador é composto por 4 músculos: supraespinhal, infraespinhal, subescapular e redondo menor.

As causas mais comuns da Lesão do Manguito Rotador são as lesões degenerativas, causadas pela idade ou pelos esforços da região do ombro.

O quadro clínico se caracteriza por dor, diminuição força muscular e do arco de movimento. A dor costuma ser pior nas lesões parciais devido ao aumento de tensão nas fibras de tendão remanescentes. Dor noturna geralmente ocorre, devido ao fato da perda da ação da força gravitacional sobre o braço (paciente deitado). A dor irradiada proveniente do ombro se estende do ombro até o cotovelo e, neste caso, costuma iniciar-se na face antero-lateral do ombro.

O tratamento para lesões do manguito rotador parciais consiste em programas de ergonomia, fisioterapia (principalmente reforço dos músculos rotadores internos e externos do ombro). A duração deste tratamento, se bem conduzido, é de aproximadamente 10 sessões de fisioterapia. Caso haja persistência da sintomatologia, pode-se proceder a Acromioplastia artroscopica. Damos preferência a técnica artroscopica devido a rápida recuperação pós-operatória e por ser menos invasiva.

As Lesões do Manguito Rotador completas são tratadas por técnica artroscópica com a reinserção dos tendões através de ancoras inseridas nas tuberosidades da cabeça do úmero.

Após a cirurgia o paciente fica imobilizado em tipóia tipo M.J. de 4 a 6 semanas sem movimentos de abdução do ombro (“abrir a asa”). Na seqüência se inicia a fisioterapia para ganho de movimento ativo e passivo, e por fim ganho da força muscular.

Atualmente a técnica artroscópica vem se aprimorando e venho fazendo esse procedimento totalmente por via artroscópica sem a necessidade de abertura de grandes incisões o que retarda a recuperação.

 

Compartilhe em suas redes sociais:

Comments are closed.